Os itinerários formativos piauienses, currículo e ensino:

um olhar pelo viés da política linguística

Autores

  • Silvestre Pinto UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUI
  • Leidiane Maria M. do Magalhães

DOI:

https://doi.org/10.26893/rm.v33i33.468

Palavras-chave:

Educação, Formação educacional, Currículo escolar, Escola, Piauí

Resumo

O objeto de estudo deste trabalho são os itinerários formativos que comporão o currículo da educação escolar piauiense do ensino médio. Especificamente lança um olhar sobre  itinerário formativo da área de linguagens que, assim como os demais, se encontra em fase de elaboração pela equipe de currículo da Secretaria Estadual de Educação-SEDUC-PI, para, em seguida, ser aprovado pelo Conselho Estadual de Educação, antes de chegar e ser implantado nas escolas. Metodologicamente, trata-se de uma pesquisa bibliográfica de caráter exploratório, ancorado nas leituras sobre politicas linguísticas (RAJAGOPALAN, 2013; BASSO, 2019, BAGNO, 2017;) e sobre as leis que regem o ensino no país (LDB 13415/2017; BNCC, 2018). Os resultados apontaram quer os documentos piauienses se limitam apenas a adequar o que as leis nacionais já dizem sobre o ensino, bem como pouco é dito sobre de que realmente se constituirá tais itinerários formativos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leidiane Maria M. do Magalhães

Mestranda em letras (Universidade Federal do Piauí)

Publicado

10/06/2021

Como Citar

Pinto, S., & Magalhães, L. M. M. do. (2021). Os itinerários formativos piauienses, currículo e ensino: : um olhar pelo viés da política linguística. Revista Mosaicum, 33(33), 33-53. https://doi.org/10.26893/rm.v33i33.468

Edição

Seção

Artigo(s)