Ambiguidades e ressignificações em despalavares, de Wilbett Oliveira

Autores

  • Arturo Gouveia de Araujo UFPB

DOI:

https://doi.org/10.26893/rm.v34i34.507

Palavras-chave:

Literatura contemporânea, Poesia, Ambiguidade, Wilbett Oliveira, Despalavrares

Resumo

Analisa o aspecto ambíguo, o uso incomum de vocábulos, o constante recurso a vocábulos neológicos e a ressignificação no processo de criação poética em Despalavrares, de Wilbett Oliveira, além de outros aspectos, como a ausência de títulos internos e a linhagem dupla: síntese e expansão. Conclui que o livro reúne essa dupla preocupação, o que merece estudos analíticos mais significativos no âmbito de uma crítica qualificada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Arturo Gouveia de Araujo, UFPB

Doutor em Literatura (USP). Ensaísta e Professor titular da Universidade Federal da Paraíba

Publicado

18/12/2021

Como Citar

Araujo, A. G. de . (2021). Ambiguidades e ressignificações em despalavares, de Wilbett Oliveira. Revista Mosaicum, 34(34). https://doi.org/10.26893/rm.v34i34.507

Edição

Seção

Ensaio(s)